Casa do Cel. Francisco Rocha

A construção dessa casa tornou-se um marco na arquitetura barreirense, pois, segundo a história oral, foi planejada pelo engenheiro polonês Dr. Ladislau Filipowiski. Ele veio do Velho Continente ao município, contratado por Geraldo Rocha para implantar a primeira hidrelétrica da cidade de Barreiras. Quando o engenheiro chegou na região lhe foram oferecidos alguns imóveis para residir, entretanto as casas não lhe agradaram, visto que eram unidas em outras residências e com o banheiro e latrina do lado externo, geralmente no quintal. Filipowiski solicitou, então, ao seu contratante um terreno, onde construiu uma casa recuada, cercada de jardins, com muros e grades de ferro e o sanitário, completo, dentro da residência, tendo sido assim, segundo afirma-se, a primeira do município a seguir normas de higiene. Na época, não existia água encanada e a caixa d’água era enchida com água do rio transportada em latas. Com o tempo, a edificação teve vários usos: já foi hotel, comitê de entidades políticas e, mais recentemente, sede da Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon). Atualmente, no entanto, está fechada.