Capela Nossa Senhora da Penha

A primeira capela de Barreiras foi construída na praça do povoado Arraial da Penha. Tão antiga quanto a construção são as divergências nas versões para a sua data de fundação. Apesar de ter na inscrição da fachada o ano de 1841, moradores apontam para a existência há mais tempo do templo religioso. Segundo relato histórico, com o desabamento da torre da capela, no momento da reforma, houve uma alteração para a data que lá se encontra, quando na verdade a edificação seria do início de 1800.  

Já o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia (IPAC), em um estudo sobre a capela, indica para a construção o ano de 1901. Sediada na então localidade de Buracão – região que deu início à ocupação de Barreiras naquela época por causa das terras produtivas, que eram ideais para o cultivo e bem servidas de riachos, a capela recebia pessoas que trabalhavam nos engenhos a produzir derivados da cana de açúcar, como rapadura, melaço e cachaça.

Atualmente, o povoado conserva a simplicidade e a característica rural. Além da agricultura, são produzidos na região algumas iguarias como ginete, biscoito de tapioca, peta, queijadinha e doces típicos, que são comercializados no Centro de Abastecimento de Barreiras e fomentam, basicamente, a economia do vilarejo.