Cais e Porto do Rio Grande

A atividade portuária deteve grande influência na produção das formas espaciais da zona urbana de Barreiras. O cais – como ficou popularmente conhecida a zona de carga e descarga de produtos transportados nos vapores pelo Rio Grande, era, à época, um dos lugares mais movimentados da cidade, com intenso fluxo de pessoas e veículos, tanto os de tração animal como os caminhões.

As obras para implantação de um cais moderno foram realizadas pela Intendência de Barreiras, na década de 1930. Feita de pedra e concreto, a construção se resumia ao atracadouro e não possuía a balaustrada que hoje a caracteriza.

Somente em 1950, o cais passou por uma reforma, tendo sido erguidas as rampas e a balaustrada. Quase 50 anos depois, já no final do século XX, a área recebeu a sua última intervenção, com os melhoramentos e ampliações que resultaram em sua configuração atual.